Investimento Imobiliário

O investimento imobiliário ganha cada vez mais relevo na economia global.

Os produtos mais atrativos e adequados ao perfil de cada investidor, maximiza o investimento na compra e venda de produtos imobiliários.

A facilidade na aquisição de residência e outros incentivos, tornam este, um mercado rejuvenescido e abrangente.

Cada vez mais há nichos de mercado que ganham força que pelo aumento da procura e a duração dos contratos propicia uma segurança para os investidores.

As alterações na sociedade, nomeadamente a longevidade da população, o aumento do número de jovens universitários e o aparecimento de novas indústrias que apresentam necessidades próprias e específicas, enquadram-se numa nova oferta diversificada e interessante para o investidor.

Ativos imobiliários como clínicas, lares de terceira idade e residências para estudantes ganham relevo neste mercado.

O turismo, muito tem contribuído para este mercado em franca expansão ditando novas tendências nesta área.

Segundo os dados mais recentes do Observatório de Turismo de Lisboa, a taxa de ocupação em Lisboa fixou-se em 2015 nos 75,29%, um aumento de 2,46 pontos percentuais quando comparando com 2014.

O preço médio por quarto registado em Lisboa em 2015 foi de 63,35€, correspondendo este valor a um incremento de 11,1% quando comparado com 2014.

A categoria de 5 estrelas foi a que mais contribuiu para este aumento, com um crescimento de 15,2% face a 2014.

Em 2015 o volume total de investimento em hotelaria foi superior a 250 milhões de euros, mais de 50% das transações foram efetuadas na região de Lisboa e cerca de 30% no Algarve.

Para este ano de 2016 perspetiva-se a abertura de pelo menos 23 novas unidades hoteleiras, maioritariamente de 5 e 4 estrelas, num total de mais de 1.000 quartos, 57% dos quais localizados em Lisboa.

Portugal está na moda: Lisboa e Algarve, mas também do Douro ao Alentejo e de Óbidos à Comporta as novas tendências saltam à vista!